Logo

Logo

#Conto008

#OMecânicoNegão #BigBlackCock #Mecânico #Oficina #Bareback #ContoErótico #andrenovais



Me chamo André tenho 23 anos moro em SP Capital e o que vou contar aqui aconteceu comigo a mais o menos dois anos atrás, quando morava com minha mãe e tinha uma oficina mecânica em frente à minha casa.

Sempre passava e um mecânico todo sujo ficava me olhando com olhar maldoso, e sempre pensava: que cara idiota, fica me olhando com cara de alguém prestes a me zoar.

Certo dia estava sozinho em casa e precisei trocar o gás e tinha medo de fazer sozinho pois nunca tinha feito isso até o presente momento, pois meu pai e minha mãe sempre se prontificavam a fazer, então pensei vou pedir ajuda a alguém. 

Ao sair no portão a primeira pessoa que avistei foi o tal mecânico debruçado sobre o carro todo sujo e com uma aparência muito máscula. Por conta de conhecer minha família pensei em pedir a ele mesmo para me ajudar com aquilo e fui me dirigindo até ele. Ele deve ter lá seus 30 anos pele negra, braços grandes e cabelo curto com um sorriso enorme com um cavanhaque no rosto. 

Ao chegar ele me olhou assustado então pedi por ajuda e ele disse que tudo bem que poderia me ajudar, virou-se e pediu para o outro amigo que estava ali um loirinho magro que cuidasse da oficina para ele enquanto ele fazia um servicinho extra entre sorrisos, não gostei daquilo porém resolvi relevar afinal não tinha muita escolha.

Ao chegar ele pediu um copo com água pois estava muito calor, eu peguei e ele bebeu. Logo após perguntou se eu me importava que ele tirasse a camiseta pois estava calor, disse que não e ele tirou e perguntou onde ficava o gás para ele trocar. Levei-o até lá e ele retirou o vazio e colocou o cheio e pediu pra que eu pegasse água pra ele se certificar de que não estava vazando, levei pra ele e ele disse que estava tudo ok e que já podia utilizar.

Agradeci a ele e disse que ia acompanha-lo até o portão ele logo relutou e perguntou se não ia oferecer nem um café como gratidão. Disse que poderia sim fazer um café e que levaria para ele na oficina ele então pediu para usar o banheiro e disse que poderia ficar despreocupado que não iria me morder e deu novamente uma risadinha irônica. Indiquei o banheiro e fui até a cozinha fazer o café e notei que ele havia deixado a porta aberta e estava fazendo xixi de lado de forma que dava para ver a enorme jeba que aquele negro delicioso tinha, mas resolvi fingir que não tinha visto e continuei o que estava fazendo. 

Quando ele terminou ele veio até a cozinha e perguntou se ia demorar pois ele preferia tomar e depois ir para a oficina então brinquei falando que ele era egoísta pois não queria dividir com o amigo o café. Foi então que ele disse que já dividia muitos prazeres com o amigo e nesse momento entendi a risadinha quando disse que ia me ajudar e no mesmo momento tremi de tesão imaginando aqueles dois caras comigo.

Ele ainda sem camiseta disse que tinha saído com um amigo meu para tomar cerveja e que tinha rendido boa coisa e eu perguntei o que ele e para minha surpresa ele disse que havia comido ele gostoso, e emendou a frase perguntando se eu também curtia caras. Com muita vergonha e com o cuzinho já piscando disse que sim, então ele se apressou em dizer:

Então larga esse café e vem me mamar para agradecer o serviço. Não pensei duas vezes, ele mesmo colocou a pica enorme para fora que deveria ter uns 20 cm e comecei a chupar enquanto ele tirava a calça e me chamava de putinha, de viadinho gostoso e dizer que a tempos pensava em me comer.

Pediu para eu abaixar a calça e ficar de quatro na mesa e começou a lamber meu cuzinho deliciosamente e enfiar o dedo em mim e eu ia a loucura, gemia alto de tanto tesão. Então ele pediu para deitar de frango assado e posicionou a cabecinha de sua enorme pica em meu cú e começou a forçar devagarinho inicialmente e depois foi aumentando a velocidade enquanto me punhetava gostoso e eu morria de tesão. Ele me segurava pelo tronco socando forte e uivando de tesão até que então senti a rola dele quente latejando de prazer e ele jorrando porra dentro de mim deliciosamente enquanto eu gozava e melava toda a minha barriga.

Assim que terminou de se limpar ele saiu e disse que se eu precisasse de alguma ajuda era só passar na oficina que ele iria me ajudar com o maior prazer.

No comments

Powered by Blogger.